ADONIRAN BARBOSA

cifra

Saudosa maloca
Trem das onze

midi

Trem das onze

Saudosa maloca

ADONIRAN BARBOSA _ João Rubinato, 6-8-1910 (Valinhos, São Paulo), 23-11-1982 (São Paulo). Filho de imigrantes italianos, trabalhou desde criança, primeiro com o pai ajudando nas cargas da estrada de ferro Santos Jundiai, e a seguir (entre 1924 e 1930, quando se mudou para Santo André e depois para São Paulo) como entregador de marmitas, varredor, tecelão, encanador, serralheiro e até garçom na casa do Ministro da Guerra do Brasil, Pandiá Calógeras. Enquanto trabalhava como vendedor fazia músicas com alguns amigos e tentava a sorte em programas de calouros. A partir de 1933 passou a trabalhar em rádio (cantando e fazendo humor) e fez a letra da marcha Dona Boa (com J. Aimberê), vencedora do concurso de músicas de carnaval da Prefeitura de São Paulo em 1935.A partir desse ano atuou em inúmeros programas de rádio e seus personagens humorísticos influenciaram o estilo de música que passou a compor, com linguagem as vezes caipira, as vezes com forte sotaque italiano. Em 1952 tem premiada outra marcha de carnaval, Joga a chave, interpretada pelo conjunto musical que seria o principal intérprete de suas músicas, os Demônios da Garoa. Teve grande sucesso em 1955 com as obras Samba do Arnesto (com Alocim) e Saudosa Maloca. Seguem os sucessos com As Mariposas (1955), Iracema (1956) Bom dia tristeza (1957, com Vinícius de Moraes), Tiro ao Álvaro (1960, com Osvaldo Moles) e em 1964 seu maior sucesso; ganha o 1o. lugar no concurso de músicas de carnaval do IV Centenário do Rio de Janeiro com Trem das Onze. Atuou como ator em filmes como Pif-Paf (1945, direção de Ademar Gonzaga) e O Cangaceiro (1953, de Lima Barreto) e inúmeros programas de televisão, principalmente humorísticos. É considerado um dos fundadores do samba paulista ao lado de Paulo Vanzolini e Germano Matias